GINECOLOGIA ONCOLÓGICA

A especialidade

     O câncer ginecológico tem uma alta incidência e é causa relevante de morbidade e óbitos no Brasil e no mundo. O Instituto Nacional do Câncer (INCA) estima a ocorrência de aproximadamente 30.000 novos casos por ano de câncer de colo uterino, corpo e ovário no Brasil.

       Esses tumores são responsáveis por pelo menos 15% de todas as neoplasias malignas nas mulheres brasileiras, exceto o câncer de pele não melanoma.

 

     A abordagem do câncer ginecológico é complexa e ampla compreendendo ações preventivas, diagnósticas e terapêuticas que podem ser realizadas por médicos generalistas, ginecologistas e  outros especialistas.

 

     Porém existem ações e procedimentos de alta complexidade que demandam conhecimentos e treinamentos específicos, que só podem ser assimilados através de programas de treinamento em situações e em Instituições oncológicas que dispõem de recursos para fornecer estes treinamentos.  

 

     É neste contexto que entra a figura do cirurgião oncológico, profissional com cinco anos de residência médica e treinado em cirurgia pélvica de alta complexidade.